sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

O tempo

Qual a real duração do tempo? O que se esconde por trás dessa linha invisível que rege a humanidade? Entre prazos, horários, compromissos e planos vivemos presos às imposições da incansável maquinaria do tempo: o relógio. O seu tic-tac incessante passou a controlar cada ciclo de nossas vidas.

O tempo vai passando, as forças se esgotando, a paciência, então, sem comentários. Mas o grande inventor do Universo sabiamente dividiu o ano em fatias e é justamente na última delas que é dada a oportunidade de recomeçar, reinventar e atrelar forças mais uma vez. A partir daí, poderemos recuperar o entusiasmo para continuar cumprindo prazos, horários, compromissos... O 365º dia do ano é simplesmente a hora de fechar a Gestault (encerrar um ciclo). Hora de fazer uma grande faxina dos armários do coração.

Vamos lá! Eis que surge a oportunidade de propor a nós mesmos uma mudança. Para isso, há mil recursos à disposição. Basta enxergar com os olhos da alma. É chegada a hora de nos desfazermos das roupas velhas, de pararmos de insistir no que já acabou. E se, por ventura, o tempo arranhou a família, o trabalho ou o corpo, a esperança de um Ano Novo abre frestas por onde o que restou de bom se derrama no futuro.

Neste ano iminente declare a morte do ego fechado, frio e prepotente. Segure na mão direita a *cornucópia que abre caminhos para a boa sorte. Sonhe alto. O sonho só se torna tragédia quando, por medo de errar, mutilamos nossos talentos. Que a utopia seja o terreno de sua liberdade. Trace metas. Talvez este seja o primeiro dos melhores anos da sua vida. Abra os caminhos para as oportunidades. Como disse Pasteur: "A chance favorece a mente preparada".

A vida pode ser normal ou linda. Seja você mesmo o roteirista do seu destino. Corra enquanto há tempo!*Cornucópia: na mitologia era um vaso em forma de chifre, com frutas e flores. Expressa um antigo símbolo da fertilidade e riqueza.

Myllena Valença

2 comentários:

Paulo Galvez disse...

Puxa, a vida vinha sendo tão difícil nos últimos anos que estou realmente acreditando muito em 2008. Sorte pra todos.

Juliana disse...

QUE 2008 SEJA O ANO DE NOSSAS VIDAS! QUE TODOS NÓS POSSAMOS RECOMEÇAR!

BEIJOS!